Login com o Facebook

Home > Quadrinhos > [Coluna de Quadrinhos] Eduardo Ferigato fala mais sobre o projeto QUAD

[Coluna de Quadrinhos] Eduardo Ferigato fala mais sobre o projeto QUAD

Fonte: Caneta e Café em 28/07/2015
  • Seguir
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • Compartilhar pelo WhatsApp

Banner de Coluna de Quadrinhos Comic Strip

Por Francisco Costa

Eduardo Ferigato, Diego Sanches, Eduardo Schaal e Aluísio Cervelle são os quadrinistas que formam a equipe de QUAD. A HQ de ficção científica, que já está em seu terceiro volume é um grande sucesso, graças ao talento desses artistas. São sempre quatro histórias, cada uma delas ilustrada por um dos nomes do título.

Seguindo a tradição das duas primeiras edições, o volume três também foi colocado no site de financiamento coletivo Catarse (ainda é possível apoiar). E assim como nas anteriores foi rapidamente financiado – bem antes do prazo final de colaboração.

Como não poderíamos deixar de fazer, fomos atrás dos “meninos” da HQ e batemos um papo super legal. Confere aí a conversa que teve o grande Eduardo Ferigato (O Último Fantasma) como porta voz.

QUAD #3 traz o retorno de Capitão Lucas, personagem de Eduardo Ferigato que não participou da edição #2

QUAD #3 traz o retorno de Capitão Lucas, personagem de Eduardo Ferigato que não participou da edição #2

Entrevista

Caneta e Café – QUAD já está na terceira edição e com a meta batida no Catarse. Por que tanto sucesso?

Eduardo Ferigato Desde a primeira edição do QUAD nos comprometemos em entregar aos leitores uma revista com um preço justo, com histórias legais e projeto gráfico de qualidade. Basicamente algo que nós como leitores, gostaríamos de ler. Creio que isso, junto com a união das experiências profissionais de cada um de nós, adquiridas depois de anos no mercado de ilustração e quadrinhos, é parte do motivo de ter dado certo. Mas no começo não fizemos sabendo que ia ser um sucesso, fizemos apenas algo que gostaríamos de fazer e que seria divertido para todos. O sucesso da campanha foi uma grande surpresa para todos nós. E a partir daí seguimos essa mesma consistência no número 2 e, agora, no terceiro volume em produção.

Caneta e Café – Vocês são conhecidos no mercado, conseguiram uma editora se quisessem. Por que fazer por financiamento coletivo?

Eduardo Ferigato Como já tínhamos experiências individuais em editoras, decidimos tentar o Catarse para ver como nos sairíamos por conta própria. Hoje em dia estamos num momento de transição no mercado, as ferramentas de financiamento coletivo como o Catarse, a facilidade de imprimir um álbum de qualidade em gráficas especializadas e os programas de arte e diagramação, tornaram possível ao autor, viabilizar seu projeto sem depender de uma editora. É claro que isso implica em assumir toda a parte de divulgação, logística e o financeiro, algo que seria bem mais tranquilo se tivéssemos um editor ajudando. Além disso, hoje em dia já enxergamos o QUAD como algo maior que uma revista anual. Então vamos tocar o barco por conta própria e ver até onde conseguimos expandir.

Caneta e Café – Cada edição de QUAD parece ser muito aguardada pelos fãs (eu pelo menos, sempre espero). Os fãs dão um feedback sobre o material? Conta pra gente.

Eduardo Ferigato Uma coisa legal de fazer o projeto pelo Catarse e sermos os responsáveis é que por enquanto, nosso maior volume de vendas além da campanha (que funciona como uma pré-venda), é nas convenções e eventos como Festival de Quadrinhos de Belo Horizonte (FIQ) e a Comicon Experience (CCXP). Nesses eventos temos um contato direto com os leitores e eles dão muitos feedbacks, sim. Alguns compravam a edição #1 no primeiro dia e voltavam no dia seguinte atrás da segunda. Além disso, na página do QUAD, no Facebook, respondemos sempre às dúvidas e perguntas dos fãs da série. O pessoal fala qual é o personagem favorito, o que achou das histórias, é muito legal essa oportunidade de conversar com a galera.

Caneta e Café – O site da QUAD tem um punhado de coisa legal, principalmente webcomics inéditas e grátis. Isso é um presente aos leitores. De onde surgiu essa ideia e por que fazer o site?

Eduardo Ferigato A ideia surgiu dessa nossa vontade de expandir os quadrinhos e o QUAD como um universo. Quando fizemos a edição #1 não acertamos muitos detalhes sobre as histórias, apenas que elas deveriam se passar num universo pós-apocalíptico de ficção. Mas depois de ler a primeira percebemos que esses personagens poderiam sim estar no mesmo planeta. Assim, na edição #2 começamos a trabalhar para que a conexão entre todos fosse ficando mais clara. Acertamos uma cronologia de acontecimentos e contextualizamos melhor todo o universo dos personagens. Isso vai permitir que tudo fique cada vez mais integrado. As web comics vieram dessa ideia de manter o universo vivo entre as edições que são anuais. Um dia, se o projeto se transformar em algo maior, a meta é atualizarmos histórias no site com mais frequência e diminuir também o intervalo entre as edições impressas.

Clique para exibir o slide.

Caneta e Café – Eu particularmente adorei a história do capitão Lucas na #1 e fiquei feliz de saber que ele retorna na #3. O que os leitores podem esperar?

Eduardo Ferigato Obrigado! Eu gosto bastante do Lucas também e o pessoal sentiu a falta dele no #2, mas devido ao que acontece com ele no #1, achei legal distanciar ele da trama um pouco, para dar essa noção maior de afastamento. Os leitores podem esperar conhecer melhor as origens do personagem e mais uma missão cheia de suspense, reviravoltas e planetas inóspitos e perigosos.

Caneta e Café – E da HQ como um todo, o que podemos esperar?

Eduardo Ferigato No QUAD 3 começaremos a mostrar mais dos segredos que envolvem esses personagens e o mundo à sua volta. E isso está presente em todas as histórias. Estamos amarrando os pontos soltos e a tensão vai aumentar. Teremos os Lixeiros, ESP Trent, Lucas e o gato Elvis de volta.

Caneta e Café – Na edição #2 o chefe participa da história da Terah. Vai rolar mais desses encontros?

Eduardo Ferigato Sim, encontros podem acontecer. Eles estão no mesmo universo. Desde a primeira edição, colocamos alguns “easter eggs” que insinuam essa ligação. Os mais atentos vão perceber… Hehe.

Caneta e Café – Sei que é cedo, mas tem outros projetos engatilhados ou que pense em fazer em breve e possa nos contar?

Eduardo Ferigato Temos planos ousados para o QUAD #4 e eu pessoalmente tenho dois projetos na gaveta, esperando a chance de serem produzidos. Mas isso depende do tempo e das circunstâncias. Infelizmente, assim como a maioria dos quadrinistas brasileiros independentes, fico na torcida para que em breve tenhamos um mercado que viabilize a produção, para que possamos dedicar mais tempo às nossas histórias.

Caneta e Café – Gostaria de acrescentar algo?

Eduardo Ferigato Gostaríamos de agradecer aos fãs e a todos que colaboraram com a HQ de alguma maneira. Nós adoramos fazer essas histórias e esses personagens e estamos muito felizes de ver o projeto crescendo a cada campanha. Nosso sonho é um dia podermos lançar mais histórias e mais revistas em um intervalo menor de tempo. Hoje em dia só conseguimos tocar o QUAD como um projeto pessoal, enquanto trabalhamos como freelancers. Com a ajuda dos leitores, esperamos um dia transformá-lo em algo muito maior e enchermos vocês de histórias de astronautas, motos voadoras, gatos, robôs e exorcistas de softwares.

Curtiu? Leia também uma entrevista com Aluísio Cervelle, um dos autores de QUAD.

Francisco Costa é jornalista e fã de quadrinhos – jor.francisco.costa@gmail.com


TAGS

Brasil Gente
SEGUIR QUADRINHOS

Acompanhe as outras novidades e conheça a galera que faz parte deste assunto.

COMENTÁRIOS



Carregando Comentários...