Login com o Facebook

Home > Playstation > Review Forza Horizon 4

Review Forza Horizon 4

Fonte: TechTudo em 2/10/2018
  • Seguir
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • Compartilhar pelo WhatsApp

Forza Horizon 4 é o novo game da famosa franquia de corridas para Xbox One e PC. Nele os jogadores partem para um fictício Reino Unido, onde participam de centenas de corridas na competição que dá nome ao título. Mas será que a fórmula ainda funciona? Confira o review completo: Acelerando na Terra da Rainha A proposta de Forza Horizon 4 é te levar para uma competição em uma região que é apaixonada por velocidade. O Reino Unido, mesmo que representado de uma forma fictícia em um mapa reduzido, ainda sim consegue passar a sensação de estarmos disputando provas nas mais belas estradas do mundo. Forza Horizon 4 (Foto: Divulgação) Para os pilotos de longa data, como eu, o início do jogo é praticamente o mesmo das versões anteriores. Você inicia como um desconhecido no meio de tantos talentos, e aos poucos precisa provar o seu potencial, seja vencendo provas, disputando desafios contra outras máquinas (como trens e barcos), ou até mesmo se arriscando em manobras radicais como um bico de dublê. Embora manjada, a proposta cai como uma luva para o jogo. Confesso que prefiro crescer e me tornar um piloto de nome, do que viver perigosamente fugindo da polícia ou disputando corridas de uma forma ilegal. Em outras palavras, Forza não se amarra a um enredo e isso faz com que o jogo tenha uma diversão a mais. Títulos similares, como Need For Speed, poderiam aprender um pouco com o jogo da Playground Games. Forza Horizon 4 traz provas de velocidade contra os mais diferentes veículos (Foto: Divulgação) A única coisa que me incomodou foi a obrigatoriedade de cumprir uma espécie de roteiro até ter mais liberdade no jogo. Mesmo com o mapa completo à sua disposição desde o início, ainda sim o game te obriga a cumprir um determinado número de provas para então liberar ações como trocas de carro, competições online e atividades secundárias. Mas isso deve-se ao fato de ser um jogador de longa data, acredito que, para os marinheiros de primeira viagem essa introdução pode ajudar a entender melhor um sistema tão repleto de opções. As quatro estações Uma das propostas de Forza Horizon 4 é apresentar as quatro estações do ano de uma forma nunca antes vista. Cada uma delas traz características bem distintas, tanto na parte visual, quanto na sua jogabilidade. Com as corridas em pleno verão, meu carro se comportava melhor na pista, com muito mais aderência. Enquanto no inverno, a sensação era a de estar pilotando em cima de uma banheira ensaboada. E a forma com que isso é inserido do jogo não tira a mescla de jogabilidade arcade com simulação que ele propõe o tempo inteiro. Por exemplo, ainda sim é possível usar seus oponentes como parede, ou se chocar sem medo de danificar seu carro, enquanto busca um traçado menos ousado para se manter na pista nada aderente. Forza Horizon 4 traz estações que afetam na parte visual e na jogabilidade (Foto: Divulgação) O que achei mais legal em tudo isso, foi a forma com que você sente passar o tempo com essas mudanças. No game anterior, o máximo que podíamos notar era a mudança do dia para a noite. Já em FH4, a sensação é de que estou semanas ou meses participando de provas, o que deixa o jogo com uma pegada ainda mais real. Novas provas online e personalização dos pilotos O sistema de corridas em Forza Horizon 4 se mantém basicamente como nas outras versões. É preciso percorrer as estradas para participar de provas como corridas em circuitos predeterminados (por voltas), corridas de uma ponta a outra, e desafios contra o tempo. Para navegar pelo enorme mapa, existe a possibilidade de usar as Viagens Rápidas. Além dos festivais tradicionais, elas ficam situadas em casas, onde você precisar "comprar" a residência para ter o ponto de marcação. Nelas você também encontrar algumas opções como personalização do seu avatar. Essa por sua vez agora traz elementos inseridos em Forza 7, como chapéus, roupas e trajes engraçados, além de buzinas divertidas e dancinhas nas apresentações pré e pós-corridas. Forza Horizon 4 (Foto: Divulgação) As novidades mesmo ficam por conta da inclusão de novas corridas online. Entre elas, há uma prova entre equipes de seis corredores cada, onde para vencer não basta chegar na frente, mas sim conquistar mais pontos de habilidades, com manobras arriscadas pelos percursos. Apesar de alguns lags pelo caminho, achei de longe a mais divertida de todas. O sistema Forzathon também está presente no novo game. Para quem não conhece, ele traz desafios variados com um determinado período para serem concluídos. Pelo menos em Forza 7, muitos dos itens raros de personalização eram conquistados por ele, até o momento não encontrei nada que chamasse tanto a minha atenção. Casas são novos pontos de Viagem Rápida de Forza Horizon 4 (Foto: Divulgação) E para completar, continua sendo possível encontrar seus amigos de Xbox Live andando pelas provas. Mesmo que de uma forma virtual, ainda é possível correr contra seus conhecidos, que por sua vez possuem habilidade de acordo com o que fazem em seus jogos. Em outras palavras, aqueles que tiverem um rendimento melhor, sempre irão figurar os primeiros lugares. Jogabilidade arcade com elementos de simulação Desde o primeiro Horizon, a franquia Forza fez questão de estabelecer uma linha divisória entre o título de mundo aberto e sua franquia tradicional: Motosport. Enquanto o primeiro aposta em uma jogabilidade mais arcade e menos compromissada com o realismo, o outro foca cada vez mais na simulação, brigando com jogos como Project Cars e Gran Turismo. Entretanto, notei que Forza Horizon 4 consegue estabelecer uma jogabilidade bem mais balanceada nesse capítulo. Embora o foco ainda seja o arcade, com carros colidindo a todo momento sem que isso influencie na velocidade ou durabilidade, ainda sim não é tão artificial como seus concorrente. Forza Horizon 4 (Foto: Divulgação) Isso ficou mais visível no momento em que comecei a notar uma falta de rendimento na minha BMW categoria A. Há um limite de modificações para que ela não extrapole e passe de categoria, por isso, optei por valorizar as partes que traziam uma arrancada maior para meu carro. Deu muito certo, e o resultado foi um veículo que se saia melhor na largada e com mais potencia nos momentos de aceleração pós-freadas. Também é possível notar nas trocas de estações citadas acima. Durante o inverno, as pistas escorregadias desfavorecem os carros com uma arrancada mais forte. Optei por usar um Bentley mais balanceado, cuja aceleração final me favorecia mais. Mais uma vez tive êxito nas mudanças, provando que mesmo com uma proposta de ser um game mais casual, Forza Horizon 4 favorece aqueles que gostam de acertar seus próprios veículos de acordo com a necessidade. Gráficos que impressionam Forza Horizon 4 não chega ao Xbox One e PC apenas como mais um jogo de corrida, mas sim como um dos mais belos games da história. Durante os testes, joguei o título tanto no Xbox One X quanto em um PC Gamer equipado com a poderosa GeForce GTX 1080 Ti, em uma resolução 4K. Foi difícil não ser atrapalhado com diferentes interações com os cenários, como a neve e a chuva caindo, animais correndo pelos campos, ou acelerando beirando uma praia. Detalhes da parte interna de um dos veículos de Forza Horizon 4 (Foto: Reprodução / TechTudo) Esse visual também merece elogios em relação a composição dos carros. Externamente, cada detalhe está presente, até mesmo quando novas peças, do famoso tunning, são adicionadas. E internamente, é impressionante a quantidade de detalhes na visão interna dos veículos. Desde a simplicidade de modelos mais comuns, até a extravagância dos mais caros, com volantes personalizados e um painel revestido com uma camada de couro. Os efeitos de iluminação também dão um show a parte. O reflexo do sol batendo no vidro, ou os elementos externos do cenários sendo refletidos no carro são de deixar o queixo caído. Se a Microsoft queria um jogo para mostrar o potencial do seu mais recente console, Forza Horizon 4 será o cartão de visitas. Forza Horizon 4 traz gráficos de cair o queixo (Foto: Divulgação) E para completar, o jogo ainda dá uma opção para aqueles que prezam mais pela velocidade com que ele roda, do que a qualidade visual. Você pode optar por reduzir a quantidade de elementos gráficos para ter um jogo rodando a lisos 60 fps, ou simplesmente ignorar a quantidade de quadros por segundos e ver com seus próprios olhos o que o game é capaz de reproduzir. IA de seus adversários faz corridas terem quase o mesmo rumo Assim como praticamente todos os jogos, Forza Horizon 4 não é perfeito. Há alguns problemas pontuais que é preciso destacar, e o primeiro deles ao sistema de Inteligência Artificial de seus oponentes. Basicamente em todas as provas na dificuldade normal, você vai largar na metade do pelotão, alcançar algumas posições nas primeiras curvas, e conseguir alcançar seus adversários - não importa a distância que eles estiverem - até o fim da prova. Quando essa dificuldade é aumentada, o jogo toma um caminho reverso, e você até ultrapassa-los no começo da prova, mas eles irão terminar na sua frente. IA de Forza Horizon 4 deixa a desejar (Foto: Divulgação) Esse é um problema decorrente até mesmo de Forza Motosport. Há uma falta de balanceamento desses oponentes, como uma condução mais ousada ou até mesmo o uso exagerado da força para complicar a sua vida. Afinal, assim como em filmes e séries, não há nada legal em saber antecipadamente o que vai acontecer no fim. Conclusão Forza Horizon 4 não é só um dos melhores jogos de corrida já produzidos, como também o mais belo game da atual geração de consoles. Com uma jogabilidade que mantém a pegada arcade mesclando alguns elementos de simulação, o título consegue entreter durante horas e horas com provas variadas sob as mais diversas condições climáticas, tudo isso inserido em um cenário encantador. Obrigatório para os amantes da velocidades. saiba mais Forza Horizon 4: como baixar a demo do jogo no Xbox One e PC Review: Forza Motosport 7

SEGUIR PLAYSTATION

Acompanhe as outras novidades e conheça a galera que faz parte deste assunto.

COMENTÁRIOS



Carregando Comentários...