Login com o Facebook

Home > Cervejas > Degustação: Struise Rio Reserva

Degustação: Struise Rio Reserva

  • Seguir
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • Compartilhar pelo WhatsApp

Estilo: Specialty Wood-Aged Beer | ABV: 10.5% | Origem: Bélgica

Localizada na pequena vila de Vleteren em Flandres Ocidental, a De Struise Brouwers é uma das mais aclamadas cervejarias artesanais da Bégica. Eleita em 2008 como a melhor do mundo pelo portal Ratebeer, seus rótulos têm sido cultuados por apreciadores de toda parte.

Sua história começa em 2001, quando dois amigos (um cervejeiro caseiro e um criador de avestruz) decidiram produzir cerveja à moda antiga. O objetivo inicial era disponibilizá-la para quem se hospedasse na pousada que ambos mantinham juntos na fazenda de avestruzes. Não por acaso, a palavra "struise" significa "avestruz" no antigo dialeto flamengo. Hoje, contudo, o termo é mais utilizado como uma gíria no sentido de algo ou alguém "forte" ou "resistente". Dessa forma, o nome "De Struise Brouwers" carrega um duplo sentido, podendo ser também entendido como "Os Cervejeiros Resistentes".

Além da fábrica em Oostvletren, a cervejaria mantém uma loja oficial na famosa cidade de Bruges.

RIO RESERVA (2011)



Rótulo desenvolvido em colaboração com Ryohei Sugawara - mestre-cervejeiro e dono de uma rede de bistrôs, com sede em Tóquio, chamada Rio Brewing & Co. Feito pela primeira vez em 2008, tem como base uma Belgian Quadrupel.

A unidade em questão, por sua vez, foi brassada em 2011 e passou por dois estágios de envelhecimento:

- um ano em barris de carvalho previamente utilizados pelo vinho francês Saint-Émilion Tour Baladoz;
- um tempo não especificado em barris de carvalho americano empregados por whisky bourbon feito em Kentucky, nos Estados Unidos.

Em agosto de 2014 a cerveja foi envasada e refermentada na garrafa, mas só depois de três meses repousando à frio pôde ser comercializada.

Líquido âmbar escuro, quase marrom, devido à presença de sedimentos. Vertido no cálice, forma uma película fina de espuma bege de breve duração.

No nariz, elementos frutados e caramelados despontam atrelados à expressão dos barris. Com efeito, reminiscências de baunilha, vinho do porto, coco queimado e pimenta abraçam notas de figo seco, uva passa, cereja em calda, leve castanha e toffee.

O primeiro gole mostra uma cerveja robusta com reduzida carbonatação. Tal como no aroma, sugestões de uva passa, figo seco, cereja, toffee, castanhas, coco queimado e baunilha reafirmam sua complexidade. Nuances minerais e discreta acidez complementam a doçura. Álcool acalenta em adequada medida. O final chega assim longo e licoroso, com o caráter dos barris persistindo no retrogosto. "Drinkability" naturalmente baixa.

O resultado é uma bebida a ser sorvida sem pressa, à exemplo de sua concepção. Isso sim pode ser chamado de cerveja especial.

SEGUIR CERVEJAS

Acompanhe as outras novidades e conheça a galera que faz parte deste assunto.

COMENTÁRIOS



Carregando Comentários...