Login com o Facebook

Home > Beleza e Bem Estar > Novidades no tratamento do melasma

Novidades no tratamento do melasma

Fonte: Dermatologia e Saúde em 22/07/2019
  • Seguir
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • Compartilhar pelo WhatsApp

Novidades no tratamento do melasma

zmelasma

Recentemente foi lançado um novo medicamento para clarear as manchas do melasma resistente, de difícil tratamento ou em pessoas com a pele muito sensível, que se irritam com facilidade com os clareadores habituais.

Se você já tentou vários tratamentos, mas ficou com a pele vermelha, teve ardor, usou direitinho tudo o que o médico dermatologista receitou, seguiu à risca as orientações, não conseguiu melhorar seu melasma e já estava desanimando de tratar seu melasma, vai poder se beneficiar com a leitura desse artigo.

Os trabalhos científicos mostram que a cisteamina tem um bom poder de clareamento, sem causar o desconforto de ardor e vermelhidão que, em pessoas de pele mais sensível, nos impede de usar os melhores clareadores. Pode ser usado como peeling no consultório com manutenção em casa ou somente em forma de creme para uso domiciliar.

A maneira de aplicar é diferente dos outros clareadores que já existem no mercado, pois ele “reage“ com metais, então temos que tomar muito cuidado com o protetor com base, pois a maioria tem traços de metal na sua composição. Seu medico dermatologista vai lhe indicar o protetor adequado para o seu tipo de pele – seca, oleosa ou mista – que proteja da luz visível e não só da radiação ultravioleta – e que não contenha nenhum metal na sua composição.

A cisteamina é melhor absorvida em meio oleoso : ela tem afinidade pela gordura. Por isso, o sabonete para lavar o rosto antes da aplicação não pode dissolver toda a gordura. Mas a pele também não pode estar suja, com restos de maquiagem, poluição… Portanto, seu médico dermatologista vai indicar um sabonete proprio para limpar a pele sem tirar toda a gordura e um óleo gelificado que se usa antes de aplicar a cisteamina, para melhorar a penetração.
Não é um medicamento que se usa a noite toda : ele fica um período na pele (determinado pelo médico dermatologista, de acordo com sua pele e seu melasma), depois é removido e um outro creme é aplicado para o resto da noite.

Como já sabemos, o melasma infelizmente não tem cura, necessita de manutenção para evitar que as manchas voltem. Isso também se aplica à cisteamina. Uma noticia boa é que esse medicamento também melhora o viço, textura e deixa a pele mais bonita. Por isso, deve ser usada no rosto todo e não somente nas manchas.

A farmácia de manipulação deve oferecer um produto com 99% de pureza e ph apropriado, senão a pele pode ficar vermelha e irritada, o que acaba piorando o melasma.

Nunca use qualquer produto sem consultar o médico dermatologista para evitar o uso indevido que sempre traz os efeitos colaterais.

 



mariateresaimagem

Dra. Maria Teresa Pereira Soares
Médica Dermatologista
CRM-MG 35902 | RQE 11669

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google

O post Novidades no tratamento do melasma apareceu primeiro em Dermatologia e Saude.

SEGUIR BELEZA E BEM ESTAR

Acompanhe as outras novidades e conheça a galera que faz parte deste assunto.

COMENTÁRIOS



Carregando Comentários...