Login com o Facebook

Home > Anime > Shimoneta to Iu Gainen ga Sonzai Shinai Taikutsu na Sekai (2015) - OOPAAAAAIII!!

Shimoneta to Iu Gainen ga Sonzai Shinai Taikutsu na Sekai (2015) - OOPAAAAAIII!!

Fonte: Elfen Lied Brasil em 28/09/2015
  • Seguir
  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • Compartilhar pelo WhatsApp
Um mundo chato onde o conceito de piadas sujas não existe, está prestes a ganhar uma revolução. 
Encherei esse post de GIF, vai travar o computador de muita gente. 

Shimoneta to Iu Gainen ga Sonzai Shinai Taikutsu na Sekai, oficialmente abreviado como Shimoseka, é uma light novel escrita por Akagi Hirotaka e ilustrada por Shimotsuki Eito, atualmente com 9 volumes publicados desde 2012 pela editora Shogakukan. Existe um mangá adaptando a série chamado "Shimoneta to Iu Gainen ga Sonzai Shinai Taikutsu na Sekai: Manmaruhen", com arte de Yuzuki N' serializado na Comic Blade da Mag Garden desde 2014. O anime foi adaptado pelo estúdio J.C.Staff, e finalizado aos seus 12 episódios, com direção de Suzuki Youhei (Hentai Ouji to Warawanai Neko. Aki no Kanade).

Eu tinha prometido a mim mesma escrever um post de final de temporada, já que em geral eu só faço primeiras impressões, e Shimoneta merece uma explanação, visto que foi um dos animes que mais me divertiu nos últimos 3 meses. Eu gosto muito de uma frase que vi o Carlirio usando em seu post sobre Shimoneta que é "Ousadia em ser ousado". A ideia não é original, afinal estamos falando de ambiente escolar e personagens que gostam de fazer piadas e trocadilhos de baixo calão... mas achei que as imagens abaixo consegue reproduzir a ideia geral do anime por trás das piadas:


Para aqueles que não sabem (Inclusive eu não sabia...), 1984 é um romance distópico clássico do autor britânico George Orwell, que retrata o cotidiano de um regime político totalitário e repressivo, é dessa novel que vem o tal "Big Brother". "No livro, Orwell mostra como uma sociedade oligárquica coletivista é capaz de reprimir qualquer um que se opuser a ela. O romance tornou-se famoso por seu retrato da difusa fiscalização e controle de um determinado governo na vida dos cidadãos, além da crescente invasão sobre os direitos do indivíduo" isso de acordo com a Wikipédia já que eu não li o livro, mas fiquei com vontade de ler depois disso.

E na imagem abaixo temos Dr. Martin Luther King Jr. em seu discurso "I have a dream". Ele tornou-se um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e no mundo, com uma campanha de não violência e de amor ao próximo. Ele organizou e liderou marchas a fim de conseguir o direito ao voto, o fim da segregação, o fim das discriminações no trabalho e outros direitos civis básicos.

O isso tem haver com Shimoneta? Bem, vamos ver isso estudando o enredo:

Imagem em referencia a revolução francesa.

Em um futuro distópico, dezesseis anos após a “Lei da ordem pública e moral para o desenvolvimento saudável das crianças” que proibi a linguagem grosseira e qualquer atividade imoral percebida, como por exemplo, a distribuição de materiais obscenos, tendo como punição prisão sem chances de recorrer. Além disso, todos os cidadãos são obrigados a usar dispositivos de alta tecnologia chamado "fabricantes da paz" (Peace Makers - PM) que analisam cada palavra falada e movimentos de mão para qualquer ação que possa violar a lei. O intuito disso é que as crianças possam crescer em um ambiente saudável e se concentrar em sua formação, se tornando bons profissionais e membros da sociedade. 

Okuma Tanukichi (Kobayashi Yuusuke), nosso protagonista, é filho de um humorista que usava piadas sujas, Okuma Zenjuro, que durante a infância de Tanukichi foi totalmente contra ao movimento e preso pelas autoridades quando tentou distribuir camisinhas no prédio da receita, graças a isso Tanukichi passou o resto da sua infância sendo ignorado por ser conhecido pelo "filho do terrorista", mas é "salvo" por Nishikinomiya Anna (Matsuki Miyu), e esta acaba se tornado o seu ideal de pureza, chegando ao ponto de entrar no colégio onde a mesma é a presidente do conselho estudantil.


Começando pela esquerda e indo para baixo, Kajou Ayame, Okuma Tanukichi, Nishikinomiya Anna, Fuwa Hyouka, Saotome Otome, Goriki Raiki, Onigashira Kosuri, Tsukimigusa Oboro e Ichinose Takuma. 

A caminho do colégio no primeiro dia de aula, Tanukichi acaba por se envolver em um "atentado" de violação das leis, sendo salvo por "Setsugen no Ao" (Campo Nevado azul), que não muito depois se é descoberto ser a fundadora da Organização Anti-Sociedade (SOX) Kajou Ayame (Ishigami Shizuka), também participante do conselho estudantil, e amiga de Anna. Ayame que sabia do passado do pai de Tanukichi, o sequestra e obriga-o a juntar-se a sua organização, na criação e difusão de material pornográfico com intuito de instruir educação sexual aos jovens. 

Logicamente, Tanukichi não quer se envolver numa treta dessas, até porque ele estava tentando se tornar uma pessoa pura por causa da Anna, mas ele acaba se juntando ao SOX por força maior xD... E assim começa as tentativas de Kajou Ayame para educar os jovens da escola de maior moral do país, tendo a Anna como sua maior inimiga.

Como vocês podem ver, estamos falando de algo que não teria nenhum cabimento no sistema políticos que nós vivemos, onde seus direitos de livre arbitro estariam sendo revogados, e as punições para algo que nós vemos como ordinário, muito severas, até cintos de castidade é algo discutido como válido durante o anime. A luta de Ayame não é puramente ter o direito de falar "pênis" e "vagina" quantas vezes ela quiser por dia (o que ela com certeza faz mesmo sem poder...) mas sim a liberdade de poder expressar seu desejo livremente com tanto que isso não cause problemas para os outros, que é a nossa realidade atual.


Resumidamente, são adolescentes, que como todos vocês devem saber, estão passando numa fase complicada, que apenas querem ter o direito de se expressar. A coisa é absurda, mas é um tema "sério" vivido dentro daquele universo, já que, uma coisa que Ayame comenta e que eu acho interessante, é que a quantidade de jovens presos por dizer palavras indevidas ou porte de material libidinoso é muito maior do que a quantidade de pessoas presas por homicídios, as coisas estão realmente fugindo do controle.

Kajou Ayane - O desejo de virar uma piada.


"Shimoneta nari tai!" (Eu quero me tornar uma piada suja!) é o inicio de seu discurso no final do episódio 11. Ayane gosta de piadas sujas desde pequena, e como ela não consegue mudar a si mesma, ela escolheu mudar a sociedade em que vive, e por isso luta por sua liberdade de expressão. Seu pai era um dos políticos contra a implantação da nova lei, acabou sendo preso por uma falsa acusação de estupro, sendo esses um dos motivos que a faz se tornar uma terrorista. 

Ayame é a grande fonte de piadas sujas do anime, já que ela tem um dispositivo que anula o colar que examina todas as palavras ditas por ela, tendo 3 minutos de liberdade todos os dias para dizer o que quiser. Mesmo que ela tenha motivos pessoais para fazer o que faz, uma das coisas que a move é o fato dos jovens não terem o conhecimento sexual (Tipo, não sabem como os bebês nascem... sério... eu me sinto voltando a quarta série quando agente aprende sobre aparelho reprodutor...) e ela acha isso inaceitável, por uma questão de saúde, para evitar problemas quando esses jovens vierem a se tornar adultos, e totalmente inocentes com relação aos próprios corpos. Ela pode ser a grande piada do anime com sua personalidade fervorosa e sem limites, mas ela sabe ser séria quando é para ser, e eu realmente concordo com ela várias de suas passagens.



Okuma Tanukichi - Aquele que nos representa.

MELHORES GIF!!!!

Ao lado de figuras muito expressivas como Ayame e Anna, Tanukichi é o típico adolescente comum... comum para NÓS, que vivemos na sociedade que nos permite fazer o que as pessoas dentro dessa distopia não podem. Ele ao contrario da maioria dos jovens dentro daquela escola, foi educado por seu pai com relação a educação sexual, então ele é um cara como qualquer um, que tem ciência das coisas, sendo que dentro daquele mundo, ele nunca será normal exatamente porque ele tem o conhecimento.

O desenvolvimento do Tanukichi se dá com a convivência com Ayame que não tem medo nem vergonha de lutar por seus desejos, e aos poucos vai conquistando seu respeito. Nos primeiros episódios, ele faz todas suas tarefas do SOX totalmente contrariado com a situação, mas no fundo, está implícito que, ele acha as atividades lascivas bastante estimulantes, até certo ponto, embora ele negue firmemente. Sinceramente, uma das cenas que eu mais gosto com o Tanukichi é quando Ayame está em perigo de ser descoberta pela Anna, e ele entra num dilema entre estar livre da obrigação de estar no SOX e poder se concentrar em ser uma pessoa pura para a Anna, e o fato de se ele iria ficar realmente bem com isso acontecendo. O crescimento dele e a aceitação de sua situação é muito importante para o desenvolvimento da série.  

Anna Nishikinomiya - A representação da perfeição.


Anna é exatamente a filha dos dois deputados que instituíram a tal lei “Lei da ordem pública e moral para o desenvolvimento saudável das crianças”, e ela foi criada para ser o exemplo perfeito do que uma jovem deve ser. Bem...

A Anna é uma personagem MUITO importante para toda a história, principalmente porque ela não sabe distinguir o que é amar e luxuria, e boa parte de suas cenas causam bastante desconforto, pelo menos pra mim, eu sempre tinha calafrios para saber o que poderia acontecer quando ela aparecia.

Eu não queria realmente explicar PORQUÊ, já que isso é um spoiler grande demais... mas bem, os GIFS já são muito spoiler anyway... mas uma coisa que eu queria comentar é um dialogo especifico entre a Ayame, Fuwa-san e o Tanukichi onde o mesmo comenta uma frase que seu pai lhe falou: "Você jamais poderá derrotar tolos inteligentes os quais proclamam orgulhosamente sua própria justiça" e ele acaba sendo corrigido por Fuwa-san, já que de acordo com ela, "Tolos inteligentes, se viciam em suas próprias ideias de justiça e se tornam insanos", e este é exatamente o caso de Anna, ela sofreu uma lavagem cerebral para fazer tudo desde que seja denominado "correto" sendo capaz até de assassinar com um sorriso no rosto, se assim fosse dito que é algo correto a se fazer, e o risco de aparecer muitos outros jovens como ela pode ser uma grande ocorrência dentro de um mundo como Shimoseka.

As demais membros do SOX, Kosuri e Saotome-sempai, vão sendo educadas por Ayame e Tanukichi para que cada uma exerça suas funções ao longo dos episódios. Muitas referencias a diversos tipos de materiais pornográficos são ditas, e até a censura é como se fosse um jogo de "Quem entendeu o que ela quis dizer?", devo dizer que entendi a maioria, e não sei se fico triste ou feliz com isso ^^'...

Shimoneta, não é um anime para todos, afinal no fim, é sim um anime de garotas falando palavrão e fazendo gestos obscenos, e o Tanukichi ta lá para gritar no final de todas as piadas como o bom Tsukkomi que ele é... além da maior parte das cenas serem extremamente absurdas, e cheias de plots twists carpados que dão vontade de gritar (Eu sei porque eu gritei em algumas cenas...), mas esse anime encheu meus sábados de alegria, e meu desejo era contextualizar que pelo menos não é SÓ isso que ele tem para oferecer. 

Eu ainda vou esperar uma segunda temporada, que eu sei que a J.C. Staff irá fazer se os DVD's e Blu-ray's venderem, além disso eu tenho um Shipp, e quando eu tenho um shipp, eu vou até o fim para saber se ele vai zarpar, GABATTE TANUKICHI E AYAME, VOCÊS SÃO MUITO FOFOS JUNTOS!!! *-*


Nota: 08/10
Adaptação: Novel
Criador: Akagi Hirotaka
Direção: Suzuki Youhei 
Estúdio:  J.C.Staff
Episódios: 12
Tipo: TV
Páginas: MAL,





Tópicos Relacionados:
- Entrevista com Hirotaka Akagi, autor de Shimoneta to Iu Gainen ga Sonzai Shinai Taikutsu na Sekai (AnimeCote)
- Primeiras Impressões da temporada: Verão 2015 (P. I)

FÓRUM CHAT
SEGUIR ANIME

Acompanhe as outras novidades e conheça a galera que faz parte deste assunto.

COMENTÁRIOS



Carregando Comentários...